Policiais e bombeiros militares já estão acampados na frente da Governadoria

15:09:00 0 Comentarios


Nesta quarta-feira (05), os policiais e bombeiros militares estaduais retomam acampamento em frente à Governadoria, a partir das 8h, como forma de reivindicar o devido enquadramento dos níveis remuneratórios, a remuneração de acordo com o posto de graduação e a promoçãoex officio – concedida quando o graduado permanece por tempo dobrado em um mesmo nível por causa da ausência de vagas. Essas três demandas são previstas em lei, mas ainda não foram colocadas em prática pelo governo, que alega falta de condições financeiras. De início estarão acampados os profissionais de folga, à paisana e desarmados, mas os policiais e bombeiros a serviço cumprirão expediente no local a partir do dia 15 caso a gestão estadual não tome alguma ação concreta até esse prazo.

O presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte (ASSPMBM/RN), Eliabe Marques, expõe que o descumprimento da remuneração de acordo com a graduação é uma afronta grave ao princípio da hierarquia – um dos pilares fundamentais da instituição militar. Isso porque existem cabos e 3º sargentos há mais de dois anos recebendo salários de soldados, e o problema se estende às outras graduações. Já a promoção ex officio é a solução para os entraves nas carreiras dos militares, mas a sua ausência faz com que alguns estejam há mais de 10 anos sem ascender profissionalmente.
Esses dois benefícios foram conquistados com a Lei de Promoção de Praças, elaborada em comum acordo com o Poder Executivo, que negociou os pontos do texto para assegurar o cumprimento de todos eles. “Os profissionais da segurança pública estavam otimistas e depositaram toda a confiança nessa lei, ainda não cumprida pelo Estado apesar de termos cedido ao máximo para conseguir a sua aprovação”, ressalta Eliabe. Diante da insatisfação geral com o não atendimento às demandas, a categoria iniciou suas mobilizações no dia 30 de julho, quando realizou carreata até a Governadoria após Assembleia Geral onde os militares deliberaram pela retomada do acampamento.
 “O governo conhece nossas reivindicações desde o dia 05 de fevereiro deste ano, porém, nada foi realizado de lá para cá. Durante este período nós enviamos ofícios, participamos de reuniões, mas nada de concreto foi feito. Por isso retomaremos a mobilização para conquistar os nossos direitos. Não estamos pedindo nada demais, apenas que a lei seja cumprida”, finaliza o presidente da ASSPMBM/RN.
Postagem mais recente Página inicial Postagem mais antiga