Ads Top






Ministro da Defesa viaja ao RN para acompanhar Forças Armadas


O Ministério da Defesa divulgou que o ministro Raul Jungmann estará no Rio Grande do Norte, nesta sexta-feira (20), para acompanhar a Operação Potiguar II. A ação das Forças Armadas pelas ruas de Natal e região metropolitana foi autorizada pelo Governo Federal após a série de ataques a veículos, unidades policiais e outras instituições que começaram na terça-feira (17). As tropas começaram a chegar nesta sexta.
De acordo com o Ministério da Defesa, são aproximadamente 1,8 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica que vão atuar para garantir a ordem na Grande Natal.
A Operação Potiguar II será realizada até o dia 30 de janeiro, conforme decreto do presidente Michel Temer publicado em edição extra do Diário Oficial da União.


Os ataques começaram no mesmo dia em que o Estado começou a transferência de presos da Penitenciária de Alcaçuz para outras unidades prisionais. Em razão dos ataques, Natal amanheceu sem ônibus nesta sexta. Até o momento, não há previsão de os veículos saírem das garagens.
A Penitenciária de Alcaçuz, maior presídio do estado, está no sétimo dia de motim. Pelo menos 26 detentos foram mortos no fim de semana. Na quinta-feira, em uma verdadeira batalha campal, as facções voltaram a se confrontar. Muitos ficaram feridos e há informações de que há mortos no local, mas os corpos ainda não foram retirados.
Ataques
Pelo menos três novos ataques foram registrados entre a noite da quinta e madrugada desta sexta no estado. Um carro foi incendiado na cidade de Currais Novos, no Seridó potiguar, a Delegacia da Mulher da cidade de Caicó foi arrombada e incendiada, e dois ônibus foram queimados na garagem de uma empresa, na Zona Norte de Natal.

Até o momento, vinte e quatro ônibus, dois micro-ônibus, um carro do governo do estado, três carros da secretaria de Saúde de Caicó, um veículo da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, três delegacias e um prédio público foram alvos de criminosos. Não há informação de pessoas feridas. Os atentados, a maioria incendiários, foram registrados em 11 municípios.
Potiguar 2
Essa será a segunda vez em seis meses que militares são empregados no combate à criminalidade em Natal e na região metropolitana. Em agosto do ano passado, por 21 dias, o mesmo efetivo ocupou as ruas da cidade após uma série de ataques criminosos em todo o Estado.

De acordo com o Exército Brasileiro, a Operação Potiguar 2 seguirá os mesmos moldes da primeira ação. Os militares virão dos mesmos batalhões da Operação Potiguar 1, localizados nos Estados de Pernambuco e da Paraíba, além do interior do Rio Grande do Norte.
G1 RN
Tecnologia do Blogger.