Ads Top






Trauma de CG atendeu 677 vítimas de acidentes de moto no primeiro mês do ano

No trânsito, as motos são ágeis. Por isso caem na preferência de muita gente. Mas, basta um simples descuido, e um acidente pode acontecer a qualquer momento.
A gravidade dessas ocorrências costuma ser muito maior.

Somente em janeiro deste ano, o Hospital Regional de Emergência e Trauma de Campina Grande atendeu 677 pacientes vítimas de acidentes de moto.

Foi um dos menores índices, segundo o diretor do hospital, Geraldo Medeiros, se comparado a outras estatísticas já registradas.

– Nós temos uma média de 850 a 900 acidentados de moto por mês atendidos na emergência do Hospital de Trauma de Campina Grande. Então, o mês de janeiro foi um mês atípico, com menor número de vítimas, felizmente, mas a média não é esta, é mais elevada – disse Medeiros.

Outro dado que chama a atenção é o número de mortes. Foram 14 somente no primeiro mês de 2017.

– É um acidente que tem uma mortalidade elevadíssima, 40% das vítimas morrem no local do acidente, 25% morrem no hospital e, como vocês veem,  só 35% sobrevivem e muitos deles têm situação de graves sequelas, condenados a viverem imobilizados no leito para o resto da vida – afirmou o diretor do Trauma.

ParaibaOnline  com  informações da TV Itararé.
Tecnologia do Blogger.