Ads Top






Em oito dias, motorista é preso duas vezes dirigindo alcoolizado na Grande Natal




Em oito dias, um motorista de 59 anos foi flagrado dirigindo alcoolizado duas vezes na Grande Natal, segundo a Polícia Rodoviária Federal. Ele já havia sido preso na segunda-feira (8), em São Gonçalo do Amarante e foi encontrado novamente sob efeito de álcool nesta segunda-feira (15), em Parnamirim, quando o teor alcoólico constatado foi de 1,01 miligramas, considerado alto.

A equipe da Polícia Rodoviária Federal abordou o veículo no km 110 da BR-101, em Parnamirim, por volta das 20h. Ele transitava em um carro modelo Gol de forma lenta e se encaminhava ao acostamento para verificar algum problema. Os policiais pararam para prestar auxílio e perceberam o estado alterado do homem, segundo a PRF.

Ao informar que fariam um teste com o etilômetro, ele tentou fugir para o matagal próximo, mas, devido a sua percepção prejudicada, ele se escondeu atrás de uma moita bastante pequena, facilitando sua localização.

Os PRFs fizeram a multa de direção sob efeito de álcool que, por ser repetida dentro de 12 meses, tem o valor calculado em dobro, sendo de R$ 5.869,40. Somada à primeira multa, o homem terá uma dívida de R$ 8.804,10. Ele teve a Carteira Nacional de Habilitação e o carro novamente recolhidos, e foi levado preso à Central de Flagrantes da Polícia Civil em Natal, onde pagou fiança e responderá em liberdade.

Nesta quarta-feira (17), ele já retirou sua CNH após novo teste, podendo conduzir veículos até a notificação da suspensão do direito de dirigir pelo Detran.

Uma semana antes

No dia 8 de janeiro, ele dirigia embriagado pela BR-406, em São Gonçalo do Amarante. Durante uma fiscalização, os policiais deram ordem de parada a um Hyundai HB20, mas o motorista desobedeceu e empreendeu fuga por uma estrada na zona rural próxima. Logo ele perdeu o controle do carro e colidiu contra um poste, não provocando ferimentos contra ele ou outras pessoas.

O homem fez o teste de alcoolemia e foi confirmado o teor de concentração alcoólica era bastante alto. A medição com etilômetro apontou 0,98 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Isto é mais que três vezes o índice que caracteriza crime de trânsito.
O homem foi autuado e preso por direção sob efeito de álcool e desobediência. Seu carro foi levado ao pátio da PRF e o homem apresentado à delegacia de Polícia Civil.


G1
Tecnologia do Blogger.