Ads Top






Chuvas no começo de 2018 trazem novas perspectivas para o povo potiguar




A esperança voltou para o povo nordestino. Se depender das chuvas que caíram nos últimos dias a fartura estará garantida.

Pelo menos 10 açudes deixaram o volume morto e 7 mananciais saíram da condição de seca. As informações são do Instituto de Gestão de Águas do Rio Grande do Norte (Igarn), que leva em consideração – para efeito de comparação – a data do relatório de 2 de abril.


Dos 47 reservatórios com capacidade superior a cinco milhões de metros cúbicos, monitorados pelo Igarn, 19 estavam em volume morto no começo de abril. Em termos percentuais,os reservatórios em nível crítico caíram de 63% para 27%.

Vários açudes do estado conseguiram reunir volumes expressivos, se comparados aos últimos 7 anos, considerados muito difíceis para o Rio Grande do Norte. Segundo o Igarn, os reservatórios que ainda continuam secos são os de Pilões, localizado na cidade de mesmo nome; Trairí, em Tangará; Dourado, em Currais Novos; e Japi II, no município de São José do Campestre. O Gargalheiras, em Acari, permanece em volume morto, com 22.943 mil metros cúbicos, ou 0,05% da sua capacidade total, que é de 44.421 milhões de m³.
Tecnologia do Blogger.