Contrato de R$ 50 milhões da Funpec é alvo de nova investigação

O Ministério Público do Rio Grande do Norte também resolveu abrir um inquérito para apurar “possíveis irregularidades” em contrato de R$ 50 milhões gerenciado pela Fundação Norte-rio-grandense de Pesquisa (Funpec).
A portaria que instaurou o inquérito foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de sábado (8), mas foi aberta dia 6 de junho. A investigação será responsabilidade do promotor Jann Polacek Melo Cardoso, da 27ª Promotoria de Justiça de Natal.
Na portaria, ele informa que a investigação tem como objeto “apurar possíveis irregularidades na contratação do Grupo Fields 360 pela Fundação Norte-Rio-Grandense de Pesquisa e Cultura (Funpec), pelo valor de R$ 46 milhões para realização de campanha publicitária “Sífilis não”.”
Foram requisitadas a ata de eleição e posse da atual diretoria da Funpec; a documentação relativa à contratação do Grupo Fields 360; e também foi pedida cópia do inquérito que tramita no Ministério Público Federal (MPF). Os procuradores da República no RN instauraram investigação semelhante em agosto de 2018.
Por meio de nota, com relação a este contrato, a Funpec afirma que  “alguns dados foram interpretados de forma equivocada e descontextualizada”. A Fields Comunicação, que atualmente chama-se Fields 360, já foi citada em suposto esquema operado pelo publicitário Marcos Valério, um dos nomes do “Mensalão”.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.