Empresário dá um tiro na cabeça na frente de ministro e governador em Sergipe



O empresário Sadi Paulo Castiel Gitz se suicidou na manhã desta quinta-feira (04), durante a abertura do Simpósio de Oportunidades do Gás Natural em Sergipe, que acontecia no Hotel Radisson, situado Zona Sul de Aracaju. O suicídio aconteceu ao vivo durante a transmissão ao vivo do evento e ocorreu na frente de autoridades e convidados.
 
Segundo informou o Jornal da Cidade.Net, de acordo com informações iniciais, o empresário acusou o governador Belivaldo Chagas de "mentiroso" e deu um tiro na cabeça. Após o caso, o governador suspendeu as atividades que seriam realizadas no Simpósio. Dentre os presentes no evento, também estava o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.
 
No momento do suicídio, o governador do Estado de Sergipe Belivaldo Chagas realizava o seu pronunciamento durante a solenidade de abertura do Simpósio. A informação é que ele teria se levantad, pronunciado “Belivaldo, você é um grande mentiroso” e em seguida atirou na própria cabeça.
 
Nota do governo do Sergipe:
 
O governo do estado de Sergipe lamenta o ocorrido com o empresário Sadi Gitz, da cerâmica Escurial, que cometeu suicídio durante o evento.
 
Por conta do ocorrido, o Simpósio de Oportunidades para o novo cenário do gás natural em Sergipe está cancelado.
 
Fonte: Misto Brasília

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.