Partido de Bolsonaro perde seu único deputado estadual no RN




O partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, vai perder a única cadeira que possui na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O coronel André Azevedo conseguiu junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a autorização para deixar a legenda.
A petição de desfiliação foi aprovada à unanimidade nesta quinta-feira (1). Ele alega divergências pessoais com o partido, mas isso não representa um rompimento com as pessoas que fazem a legenda no RN. tanto é que o próprio PSL não se opôs à sua saída.

Levando em consideração esse fato – e o parecer da Procuradora Regional Eleitoral – o relator do processo, desembargador Cornélio Alves, opinou favorável à desfiliação. Desta forma, o deputado coronel Azevedo não corre risco de perder o mandato.
Mesmo fora do partido de Bolsonaro, o parlamentar deve manter sua postura de oposição ao governo estadual e seu alinhamento político com o governo federal. O coronel também manterá a proposição de homenagear o presidente com um título de cidadão norte-rio-grandense.
Com relação ao seu futuro partidário, o parlamentar pretende decidir com calma. Ele já recebeu convites de algumas legendas.Uma das possibilidades em aberto é ingressar no Partido Social Cristão (PSC) do governador carioca Wilson José Witzel.
Se isso se confirmar, ele será o único deputado estadual do PSC no RN. Coronel Azevedo foi eleito em 2018 com 26.606 votos. Além dele, o PSL elegeu no Rio Grande do Norte o deputado federal Eliéser Girão Monteiro Filho, general da reserva do Exército.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.