Prefeito de Campina Grande denuncia à Polícia Civil que teve WhatsApp clonado


O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, denunciou nesta quarta-feira (7) à Polícia Civil que teve o aplicativo de mensagens WhatsApp clonado. Segundo o boletim de ocorrência registrado pelo gestor, os suspeitos enviaram mensagens pelo aplicativo, para a secretária de Saúde do município e empresários, solicitando movimentações financeiras da conta da Prefeitura.
O boletim relata que os suspeitos chegaram a solicitar um pagamento no valor de R$ 80 mil. Romero Rodrigues afirmou que descobriu a clonagem após vários auxiliares da administração municipal receberem mensagens dele pelo aplicativo.
Em 2018, os prefeitos dos municípios de Serra Branca, no Cariri, e Mogeiro, no Agreste, denunciaram que foram vítimas de golpes por meio de clonagem do WhatsApp e que, desse modo, os suspeitos tentaram roubar dinheiro das Prefeituras. No caso de Mogeiro, cerca de 50 mil foram roubados dos cofres públicos. Na ocasião, o advogado Johnson Abrantes informou que os prefeitos de São Sebastião de Lagoa de Roça, Massaranduba e Juzeirinho também relataram ter sido vítimas do golpe.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.