recent posts

Com shows liberados na Paraíba, setor diz que falta cronograma de retomada a longo prazo e que testes para Covid-19 são caros


O setor de eventos ainda espera mais flexibilizações na pandemia para que possa conseguir retomar as atividades e os shows na Paraíba. Isso porque, segundo informou ao ClickPB o presidente da Associação Brasileira de Produtores de Eventos (Abrape), Delano Tavares, a falta de um cronograma com previsão de mais liberações a longo prazo e a exigência de testes para Covid-19 dificulta a retomada.

O novo decreto foi publicado nesta quarta-feira (29) e libera público em estádios e shows. De acordo com a publicação, novos limites de público em shows poderão ser liberados em caso de alcance de cobertura vacinal de 70% da população alvo com esquemas vacinais completos e manutenção da média móvel de 14 dias da taxa estadual de transmissibilidade do novo coronavírus (Rt) menor que 1,0 (um).

Delano lembra que esse é "um primeiro passo de um setor que está parado há mais de 18 meses, foi o primeiro setor a parar, e com a perspectiva de ser o último a voltar."

Delano explica que organizar esses eventos demanda tempo e "evento, especificamente de show, você não consegue amanhã já estar fazendo evento." Além disso, o presidente da Abrape argumentou que "os 20% de capacidade não atendem a gente, pois 20% é muito pouco. E a grande dificuldade nossa, levando em consideração que a gente entende que precisa se cuidar de saúde e vidas, é que o decreto não sai com um cronograma de liberação, de 20% e nos próximos 15 dias a liberação de mais um percentual, para que a gente possa se programar."

"E como a gente não tem perspectiva de uma nova abertura, expansão nesse percentual, isso fica bem difícil pra gente. Na maioria dos estados que está tendo a retomada foi criado um cronograma de retomada. Claro que a gente que se, Deus nos livre, daqui a uns 60 dias a gente tenha um retrocesso, um aumento nos números de casos e internações e mortes, a gente entende que tem de voltar atrás e isso pode acontecer. Mas a gente precisa de um cronograma para que a gente possa se programar", completou o representante do setor.


Testes para detecção do coronavírus

Os testes para Covid-19 são considerados caros e um ponto que inviabiliza a retomada dos shows, segundo descreveu Delano Tavares ao ClickPB. "É uma coisa que pra gente não funciona, e inclusive aí inviabiliza todo o setor porque, em 90% dos casos, o teste de Covid é mais caro do que o próprio ingresso do show. Então, dificilmente, o cliente vai querer pagar o teste de Covid, uma vez que vai ser mais caro do que o próprio ingresso do show."

Ele lembra que as exigências para estádios de futebol foram mais flexíveis. "E a gente não entendeu porque no estádio de futebol a exigência é só de apenas a primeira dose da vacina e para o show precisa da segunda dose, além do teste 72 horas antes, isso aí que ficou um pouco sem compreensão do nosso setor. Mas, enfim, é um primeiro passo e a gente vai esperar mais alguma coisa aí para que a gente possa retomar."

Fonte: Click PB
Com shows liberados na Paraíba, setor diz que falta cronograma de retomada a longo prazo e que testes para Covid-19 são caros Com shows liberados na Paraíba, setor diz que falta cronograma de retomada a longo prazo e que testes para Covid-19 são caros Reviewed by Islany Martins on 08:40:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.